Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Apresentados

Deus da Ternura

«E o Verbo se fez carne e acampou entre nós, e vimos a sua glória,  como a glória do unigénito do Pai,  cheio de graça e de verdade.» (João 1,14) 

Ao entrarmos no tempo do Natal, tempo de encontro e da ternura, quero desejar um Santo e feliz Natal do Senhor. 
Que este não seja mais um Natal, mas o Natal do Senhor em que manifestemos a bondade e a ternura daquele Menino-Deus que vem ao nosso encontro. 
Partilho convosco umas coplas que se canta na minha terra, enquanto se beija o Menino:
Vem caindo a noite Ó que noite bela Nunca mais se viu noite como aquela.
Os três reis perdidos Olhando p'ro céu Seguindo a estrela Que os leva a Deus.
Que estrela tão bela Brilhando no Céu Anuncia ao Mundo Que o Menino nasceu.
Que lindo é o Menino Que ao Mundo deu luz O rei redentor de nome Jesus.
Foi o Deus Menino Que ao Mundo deu voz O poder divino  Que está entre nós.
Cantai ao Menino Beijai-o no pé Filho de Maria e de São José.
Beijai o Menino Beijai-o agora Bendita sejais Ó nossa Senhora.


Desejo a todos umas santas e felizes…

Mensagens mais recentes

As noites escuras da vida

Da folhagem aos frutos

Entre o parecer e o ser

O amor precisa de espelhos

Palavra e Acto

Anjos: terríveis ou protectores?

Benedictus Deus in donis suis!

Uma vida em favor dos pobres

Entre Agosto e Setembro

O silêncio do deserto